Informações › NotíciasSolidariedade

Terça, 15 de Maio de 2018

Prefeitura distribui mensalmente mais de 4 toneladas de alimentos à entidades de Bento

Benefício se dá por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA)

Promover o desenvolvimento da agricultura familiar e atender as demandas dos serviços e entidades socioassistenciais é o objetivo do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), iniciativa do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate a Fome. A Prefeitura de Bento Gonçalves deu início à execução do programa em março deste ano e atende atualmente 13 entidades e serviços socioassistenciais com produtos oriundos de 22 agricultores.

No Município, a modalidade executada é “Compra com Doação Simultânea”, que consiste na aquisição de produtos dos agricultores familiares para repasse às entidades cadastradas no Conselho de Assistência Social e serviços socioassistenciais, que servem refeições para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Dentre os serviços contemplados com a ação, o Centro de Convivência Infantil (CECI) que atende cerca de 100 crianças, de 4 a 6 anos de idade, recebe cerca de 20 variedades de alimentos semanalmente. Entre os produtos recebidos estão: cenoura, cebola, aipim, moranga, tomate, alface, e repolho, temperos verdes, suco de uva integral, biscoitos caseiros, banana, morango, doces de frutas e ovos caipiras.

“Com o recebimento dos alimentos, conseguimos incluir no cardápio das crianças produtos que não tínhamos acesso. Isso agrega muito valor nutricional, pois podemos oferecer uma maior variedade de receitas feitas com produtos saudáveis e frescos e aproveitar todo o alimento, devido ao fato de serem de qualidade. Servimos um número maior de refeições com pratos mais atrativos e saborosos”, destaca a coordenadora do CECI, Alexandra Fitareli.

Outro local beneficiado pela iniciativa é o Lar do Ancião, que atende 60 idosos no Município e recebe as doações todas as quartas-feiras. Segundo a nutricionista da entidade, Luciana Moreira da Silva, a quantidade de alimentos recebidos é bastante expressiva. “São mais de 15 variedades de produtos entre verduras, legumes e frutas, estamos bem satisfeitos. A qualidade é muito boa, conseguimos aproveitar tudo, é um produto que dura mais e que possibilita a preparação de várias receitas. Para os idosos está sendo muito bom, na sopa, por exemplo, temos colocado todos os legumes, e assim eles recebem todos os nutrientes de que precisam. Estão comendo e aceitando bem os alimentos”, enfatiza.

Outro ponto destacado pela profissional é a economia que o programa está proporcionando ao Lar. “Temos comprado bem pouca coisa fora. Aproveitamos bastante tudo o que vem e compramos apenas o necessário, algum complemento. O que a gente recebe é o que temos usado aqui. O PAA também proporcionou a vinda de alimentos que não tínhamos acesso como o suco de uva e o morango, que estavam fora do nosso orçamento”, pontua Luciana.

Além do CECI e do Lar do Ancião, as entidades e serviços assistenciais que recebem os donativos são: Associação dos Deficientes Visuais de Bento Gonçalves (ADVBG), Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Bento Gonçalves (APAE), Associação Integrada de Desenvolvimento do Down (AIDD-BG), Associação de Deficientes Físicos de Bento Gonçalves (ADEF), Ação Social São Roque, Associação Bento-gonçalvense de Convivência e Apoio à Infância e Juventude (Abraçaí), SFCV/ Ceacris AABB, Balão Mágico, Carrossel da Esperança e Toquinha da Amizade, e o Abrigo Municipal.

Em Bento Gonçalves, o PAA é coordenado pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura, em parceria com a Secretaria de Habitação e Assistência Social.

Distribuição de Recurso

O Governo Federal disponibilizou para a execução do programa em 2018, cerca de R$ 125 mil, destes R$ 52 mil são destinados aos serviços socioassistenciais e R$ 73 mil às entidades. A distribuição é feita por meio da relação entre o número de pessoas atendidas e a quantidade de refeições servidas semanalmente.

O CECI, que serve aproximadamente 400 refeições/semana, recebe o recurso de cerca de R$ 10 mil. Já para o Lar da Ancião, que disponibiliza em média 2.100 refeições/semana, são destinados R$22 mil.

Fonte: http://www.difusora890.com.br

Compartilhe:  
Comente esta notícia
‹ Voltar
Confira também:
Hotéis e Pousadas
Restaurantes
Vinícolas
Turismo